5 de março de 2012

"Hoje na solidão ainda custo a entender
como o amor
foi tão injusto
pra quem só lhe foi dedicação."


Chico Buarque


"Me entende, eu não quis, eu não quero, eu sofro, eu tenho medo, me dá a tua mão, entende, por favor. Eu tenho medo, merda! Ontem chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas. Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia."

Caio F. Abreu

3 Comentários ♥:

Marcelle Monteiro disse...

É isso sem dúvidas hoje é outro dia, mas abandonar o passado muitas vezes é difícil...
http://mundrose.blogspot.com/

disse...

comigo ele tem sido injusto...
mas tenho paciencia para que a justiça seja feita...rs

Karine Tavares disse...

Oi, teu blog é lindo! Parabéns!Vem conhecer o meu: www.leiakarine.blogspot.com

Postar um comentário

Sinta-se plenamente livre para expor suas idéias.
Eu fico imensamente grata por sua atenção e pelo
carinho dedicado.

Beijos!

Gisele

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...