29 de março de 2012

Quando não há mais nada que possamos fazer para tentar modificar algumas circunstâncias, o que existe de mais confortável no mundo é a liberdade da entrega e a coragem da aceitação de que as coisas possam ser simplesmente como são.

Ana Jácomo



Olhando daqui, percebo que pessoas e circunstâncias tiveram um propósito maior na minha vida do que muitas vezes eu soube, pude, aceitei, ler. Parece-me, agora, que cada uma, no seu próprio tempo, do seu próprio modo, veio somar para que eu chegasse até aqui, embora algumas vezes, no calor da emoção da vez, eu tenha me rendido à enganosa impressão de que veio subtrair. A vida tem uma sabedoria que nem sempre alcanço, mas que eu tenho aprendido a respeitar, cada vez com mais fé e liberdade.

O tempo, de vento em vento, desmanchou o penteado arrumadinho de várias certezas que eu tinha, e algumas vezes descabelou completamente a minha alma. Mesmo que isso tenha me assustado muito aqui e ali, no somatório de tudo, foi graça, alívio e abertura. A gente não precisa de certezas estáticas. A gente precisa é aprender a manha de saber se reinventar. De se tornar manhã novíssima depois de cada longa noite escura. De duvidar até acreditar com o coração isento das crenças alheias. A gente precisa é saber criar espaço, não importa o tamanho dos apertos. A gente precisa é de um olhar fresco, que não envelhece, apesar de tudo o que já viu. É de um amor que não enruga, apesar das memórias todas na pele da alma. A gente precisa é deixar de ser sobrevivente para, finalmente, viver. A gente precisa mesmo é aprender a ser feliz a partir do único lugar onde a felicidade pode começar, florir, esparramar seus ramos, compartilhar seus frutos.

Tudo o que eu vivi me trouxe até aqui e sou grata a tudo, invariavelmente. Curvo meu coração em reverência a todos os mestres, espalhados pelos meus caminhos todos, vestidos de tantos jeitos, algumas vezes disfarçados de dor.

Eu mudei muito nos últimos anos, mais até do que já consigo notar, mas ainda não passei a acreditar em acaso.

Ana Jácomo

6 Comentários ♥:

Luana Liarkeis disse...

E o tempo muda muito coisa, precisams nos acostumar, e viver do nosso jeito!
bjs"
seu blog continua um encanto!

Marcelle Monteiro disse...

Gostei demais desse último texto... Realmente tudo é importante, não importa se hoje me faz chorar de uma certo modo será importante...
http://mundrose.blogspot.com.br/

Yohana Sanfer disse...

Oi Gisele, te sigo e hj vim te visitar! Blog lindo, viu?! E este texto é maravilhoso!
bjs

wanessinha disse...

oi tudo bem...to passando rapidinho so pra dizer um oieeee.....xauzinho bjsss
que vc tenha uma otima tarde

Vanessa Gramari disse...

Oi querida!!!!Acabei de conhecer o seu blog e Adorei!!Parabéns!!!
Amei tudo que eu li, mas vou ter que voltar para ler mais!!!!
Já estou seguindo viu?
Se puder da uma passadinha no meu pra conhecer e se gostar me segue tbm, ficarei muito feliz!!!!!
Bjooooooooooooooe com Deus!

Vanessa Gramari
@vanessagramari
varalurbano.blogspot.com

Ka disse...

Que fofo o seu blog *-* Esta é a primeira vez que eu o visito e a-d-o-r-e-i!
Haha, também tenho um blog, mais ou menos nos mesmos moldes que o seu e também tem alguns dos meus textos. Então, se tiver um tempinho, dá uma visitada? http://diasperfeitosparasempre.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Sinta-se plenamente livre para expor suas idéias.
Eu fico imensamente grata por sua atenção e pelo
carinho dedicado.

Beijos!

Gisele

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...